Cura para o pecado

02 a 08/08/2021

(Se necessário dar o estudo em 2x)

TEXTO: Marcos 2:1-12 

QUEBRA-GELO: Pergunte na célula:  Quais consequências a pandemia impôs à sua vida? 

INTRODUÇÃO: Após mais de um ano de pandemia, inúmeras pessoas morreram ou tem sofrido as consequências trazidas pelo coronavírus.  Um dos temas mais falados atualmente é sobre a vacinação e há quem pense e coloca grande esperança de que a vacina dê fim a este contexto cheio de sofrimento e restrições a que estamos submetidos. Muitas pessoas estão impactadas e preocupadas diante dos problemas que temos enfrentado. 

MAS, SERÁ QUE AS CONSEQUÊNCIAS DA PANDEMIA SÃO MESMO O MAIOR PROBLEMA QUE ESTÁ DIANTE DE NÓS? 

Existe um outro vírus global que tem causado devastação sem precedentes: o vírus do pecado. O vírus do pecado tem gerado morte, tristeza, quebra de relacionamentos, desigualdades, violências, vazio, desesperança e tantos outros males. Cada cristão tem sido chamado por Deus a se importar com as pessoas e entender que, como igreja, precisamos agir com fé, aproveitando ao máximo a oportunidade que está à nossa frente. Ao longo da história, já ocorreram outras pandemias, mas nunca uma combinação envolvendo isolamento e acesso à internet. O planeta está em crise. Vulnerabilidades e desafios diversos estão por toda parte. As pessoas estão abertas, clamando por algo que seja verdadeiro em meio a tantas “fake News”; algo que traga segurança ao invés de incertezas; algo que seja carregado de esperança e não fonte de ansiedade. 

QUEM TEM AS RESPOSTAS QUE AS PESSOAS ESTÃO BUSCANDO? 

Uma cura impressionante.  No estudo de hoje, vamos conversar sobre a cura de um paralítico registrada em Marcos.  

O QUE MAIS CHAMOU SUA ATENÇÃO NESSE TEXTO? 

Jesus curou aquele paralítico de forma impressionante. Ele chegou àquele local carregado e saiu milagrosamente caminhando. O encontro com Jesus mudou para sempre a vida daquele homem. Estar diante de Jesus é a experiência mais importante e transformadora que uma pessoa pode ter na vida. Cristo é instigante, criativo, amoroso, poderoso e surpreendente. Ele sabe o que faz e Ele está presente em nosso meio hoje. Abra seu coração e deixe-o tocar em você agora mesmo! 

TENTE IMAGINAR COMO ERA A VIDA DAQUELE PARALÍTICO. QUAIS DESAFIOS A PARALISIA IMPUNHA À SUA VIDA? 

Aquele paralítico não conseguia praticar esportes com os seus amigos. Ele não ajudava muito em casa, nem nas tarefas e nem no sustento, gerando sobrecarga para os demais membros da família. Provavelmente se sentia muito estigmatizado, isolado e incompreendido. Isso sem falar no sentimento de incapacidade gerado por não conseguir controlar os movimentos do próprio corpo. Uma enfermidade traz consequências para o enfermo e para as pessoas à sua volta. Quando uma enfermidade bate à porta, percebemos a importância de várias atividades cotidianas que a gente não costumava dar valor. Percebemos que a vida é mais frágil do que a gente gostaria e precisamos adaptar todo o contexto ao redor, bem como nossos relacionamentos. Em função do coronavírus, a vida de todos tem sido afetada. Você ou um parente seu pode ter estado doente ou até mesmo alguém próximo perdido a vida. Talvez o adoecimento que acometeu sua família tenha sido psíquico e emocional. Todos temos tido que lidar com restrições, isolamento e perda do controle. As consequências da pandemia estão por toda parte.

QUAL ERA O MAIOR PROBLEMA DAQUELE HOMEM PARALÍTICO, DE ACORDO COM JESUS?

QUAL FOI A PRIORIDADE DEMONSTRADA POR JESUS NA CONDUÇÃO DO CASO? 

A maior preocupação de todos em relação àquele homem era com a sua paralisia. Ah se ele pudesse andar! Tudo seria diferente em sua vida! Todos ficaram perplexos pela cura maravilhosa realizada. Mas, se observarmos o diálogo de Jesus, percebemos que sua preocupação era com a salvação daquele homem. De que adiantaria ele ter sua questão física resolvida por alguns anos aqui na terra e depois passar a eternidade no inferno? Nossa tendência é se preocupar com nossos problemas terrenos acima de todas as coisas. E de fato os problemas da terra são muito sérios, pois afetam de forma imediata e visível nossa vida. Entretanto, a maior preocupação de Deus sempre está ligada à nossa alma e à nossa eternidade. Tentamos compreender as provações e os problemas com foco nos poucos anos de vida de um ser humano. Olhando dessa forma, ficamos cheios de dúvidas a respeito do agir de Deus e muito confusos diante do sofrimento. Mas o sofrimento é, muitas vezes, um canal do agir de Deus em nossa vida. Agir este com foco em nossa eternidade e não em soluções limitadas e imediatas. Vamos fazer o exercício de pensar com o foco na eternidade. 

O QUE MUDARIA EM SUA VIDA SE VOCÊ PASSASSE A PENSAR MAIS NA ETERNIDADE DO QUE EM SEUS ANOS NA TERRA?

QUAL FOI A MAIOR CURA VIVENCIADA POR AQUELE HOMEM, NA PRESENÇA DE JESUS?

Como todo ser humano, aquele paralítico estava infectado pelo vírus do pecado, que o mantinha afastado de um relacionamento genuíno com Deus. Em seu encontro com Jesus, algo muito melhor do que uma vacina aconteceu: ele foi perdoado dos seus pecados! Agora, tendo sido santificado pela sua fé em Jesus, podia chegar perto de um Deus santo. Observe que tudo isso só foi possível porque os amigos do paralítico o carregaram no colo. Hoje em dia uma pessoa que convive com uma deficiência ou disfunção sofre muita vergonha e discriminação. Naquela época era ainda pior, pois as enfermidades eram associadas ao juízo de Deus e ao pecado. Se aqueles amigos não o tivessem buscado em casa, talvez insistindo com ele para que saísse e enfrentasse seus medos e vergonha, o paralítico teria permanecido do mesmo jeito.

CONCLUSÃO: Você já teve um encontro pessoal com Jesus? Ele já perdoou seus pecados? Se sim, olhe ao seu redor e perceba quantas pessoas você conhece e quer bem, mas que ainda não tiveram esse encontro transformador com Jesus.

Entenda que limitações, preconceitos e vergonha, mantém muitas dessas pessoas presas e afastadas de Cristo. Seja ousado e criativo! Seja um instrumento de Deus para levar salvação e cura à vida das pessoas.

Quem você se dispõe a carregar no colo até a presença de Jesus?