Semeando para colher bem

05 a 11/10/2020

Resumo: Durante este estudo falaremos a respeito de um princípio Bíblico que pode ser aplicado em todas as áreas da nossa vida, inclusive na vida familiar. Aprenderemos a respeito de semeadura e colheita. Faremos uma análise sobre os tipos de sementes que temos lançado dentro da nossa casa, observaremos os seus frutos e aprenderemos como lançar boas sementes para ter uma colheita excelente.

Texto:  Gálatas 6:7-9
Introdução: Todos nós sabemos que para colher feijão, é necessário plantar feijão. Para colher trigo, é necessário plantar trigo. A colheita corresponde à semente, ou seja, não é possível colher algo diferente daquilo que foi plantado.

Mesmo para quem não compreende a respeito de agricultura, esta regra é muito clara. Porém, ela é mais do que uma simples regra do mundo natural, ela é na verdade, um princípio contido na palavra de Deus e que rege a nossa vida, mesmo que nós sequer tenhamos consciência disso.

Quando algo é tido como um princípio, quer dizer que esta lei é a base para muitas coisas que governam a nossa vida, e a partir dela, muitas outras coisas acontecem.

O princípio da semeadura e da colheita governa a nossa vida e deste princípio dependem muitas coisas, como por exemplo, a harmonia e a alegria no convívio familiar.

  1. Você já pensou em quais sementes tem lançado na sua família? É interessante observar que sabemos muito bem a respeito de semeadura e colheita quando se trata de agricultura, porém, quando este mesmo princípio é aplicado à nossa vida, parecemos ignorar completamente os seus efeitos. Lançamos sementes muito diferentes da colheita que desejamos ter. Se você ainda não observou quais sementes que você tem lançado na sua família, este é o momento. Muitas vezes queremos colher harmonia, mas nossas sementes têm sido de discórdia, brigas e gritaria. Queremos colher diálogo, mas lançamos a semente do “amarrar o burro”, ficar emburrado e sem conversar. Desejamos colher o respeito mas lançamos a semente da desonra, da traição, da falta de educação.
    Nossas sementes, muitas vezes não condizem com o que desejamos colher e isso é um grande problema, visto que a colheita é em proporção maior do que a semeadura. Muitas vezes, lançamos sementes sem mesmo pensar no que realmente vamos colher, semeamos na hora do impulso, do nervoso, no calor do momento. Já é hora de mudarmos essa realidade.
  2. Você acredita que seja possível colher frutos excelentes na sua família? Muitas pessoas sequer conseguem imaginar colheitas diferentes dentro de sua casa, não conseguem visualizar um lar transformado. Todo lar pode e deve ser transformado, mas essa mudança somente vai acontecer quando os princípios contidos na palavra de Deus forem praticados seriamente.
  • Fazer uma avaliação sincera. Sem uma avaliação sincera, não haverá mudança. Quando ignoramos o fato de podermos estar errando em algo, é como se não quiséssemos sinceramente uma mudança. Muitas pessoas dizem estar fazendo tudo certo, mas não param para olhar os resultados de suas ações e posturas. Se os resultados não têm sido bons, então quer dizer que ainda existe algo que pode ser mudado. Não tenha preguiça, disponha-se a fazer uma avaliação sincera e se for preciso, deixe seu orgulho de lado para que a mudança realmente aconteça.
  • Mudar as sementes. Por que é que muitas vezes queremos colher coisas que não plantamos? Plante o que você deseja colher de verdade. Se até aqui a sua colheita não foi o que você esperava, então já é hora de mudar a sua semente. O que é que você pode mudar para ter resultados melhores? Por mais difícil que seja a mudança, quando chegar a hora de colher, todo esforço vai ter valido a pena. Mudar as sementes requer esforço e empenho, mas, ao final, traz resultados muito satisfatórios. Mude suas sementes.
  • Ser insistente, não desistir. O texto de Gálatas termina nos dando uma importante orientação: não desistam de fazer o bem, não desfaleçam. O texto diz que ao seu tempo a colheita chegará. Essa declaração precisa encher o nosso coração a ponto de não desistirmos de semear a boa semente. Se formos insistentes, vamos colher os bons resultados no tempo determinado. Não desista, insista!

Conclusão: A mudança dentro da nossa casa precisa partir de nós. Precisamos decidir por mudar as sementes que temos lançado até aqui, semear com insistência e não desistir. Se este precioso princípio for praticado seriamente, logo vamos ver o nosso lar transformado e provaremos da alegria e da satisfação de termos insistido em cumprir o que Deus nos orientou a fazer. Você gostaria de ter resultados diferentes em sua casa? Quer fazer uma colheita abundante em sua família? Vamos orar.

Desafio: Lembre-se de que todos os dias temos um desafio novo para cumprir na família. Seja fiel, dê o seu melhor e veja o milagre acontecer!