Vencendo o medo

21 a 27/06/2021

Texto base: Mt 14:24-32

Vemos nesse texto que os discípulos estavam no mar da Galileia e de repente começou uma tempestade com ventos muito fortes.

Quebra-gelo: Quais tempestades temos visto nesses dias?

A própria pandemia, a perda de pessoas queridas, as dificuldades financeiras, tem tempestade que parece que vai destruir tudo…

Jesus foi ter com os discípulos. Ele andou sobre o mar, sobre as águas.

Quando os discípulos o viram andando sobre as águas, foram tomados pelo medo e gritaram.

Os discípulos tiveram medo.  Sabemos que nos dias atuais muitas pessoas estão enfrentando o medo.

COLOQUE EM DISCUSSÃO: Qual medo você percebe na sua vida? 

Existem várias situações que podemos ser afligidos pelo medo: medo de ficar doente, medo de não ter atendimento médico, medo da morte, medo de não ter o dinheiro para pagar as contas, medo de perder ou não conseguir emprego, etc.

É interessante observar aqui que quando começou a tempestade, Jesus estava em terra e Ele foi ao encontro dos discípulos andando por sobre o mar.

Sl 10:14 – Esse texto nos mostra que Jesus olha para nós, Ele vê o nosso sofrimento e vem em nosso encontro quando clamarmos pela sua ajuda.

Como podemos vencer o medo?

A psicanálise diz que uma das formas de vencer o medo é falando sobre os seus medos, terapia ou mesmo em um bate papo com alguém de confiança que a pessoa expõe suas dúvidas, medos, preocupações, seria a cura através da fala.

(Disponível em https://membros.psicanaliseclinica.com/curso.)

Por outro lado, sabemos que é importante expressar os sentimentos para as pessoas certas que possuem maturidade para ouvir, que podem nos ajudar, como por exemplo: o discipulador, líder de célula ou mesmo o pastor.

Sobretudo, abrir o coração com nosso Criador, que nos conhece porque fomos formados por Ele. Assim, através da oração, colocar diante dele nossos sentimentos, angústias, anseios.

A Bíblia nos ensina que podemos vencer o medo.

Os discípulos expressaram seu medo, gritaram.

Pedro obedeceu ao comando de Jesus.  O Mestre disse vem e Pedro foi em sua direção.

Isto nos fala da importância de obedecermos a Deus, obedecermos a sua Palavra.

Pedro foi se encontrar com Jesus. Quando Pedro começou a olhar para a tempestade, para a força do vendo, começou a afundar e gritou: “Senhor, socorre-me”.

Podemos aprender que se nós olharmos para as más notícias, fixarmos nossa atenção nos problemas, se deixarmos nos levar pelas preocupações, podemos afundar no medo, na tristeza, na angústia; podemos não resistir.  

Precisamos olhar para o alto, para Jesus Cristo, conforme Sl 121:1.

Ele sempre esteve e continuará no controle. Nunca vai te desamparar, nunca vai te deixar.

E mesmo em meio às tempestades, aos tempos difíceis, a Bíblia fala que Jesus é o príncipe da Paz, ele pode trazer paz aos nossos corações.

Mesmo o vento sendo contrário, se obedecermos à voz do Mestre, clamar pelo seu socorro, podermos experimentar o livramento do medo.

Ele está no barco e ainda que haja tempestades, você não está sozinho.

Através desse milagre, descrito no texto que lemos, que aprendamos a confiar no Senhor Jesus.  Muitas vezes podemos estar no meio de uma tempestade, remando contra o vento forte.

Precisamos confiar que nosso Deus é onisciente. Ele conhece todas as coisas, Ele continua no trono celestial, Ele governa todo o Universo.

Também nos ensina que Deus age no tempo dele, de acordo com sua vontade soberana. Os discípulos passaram horas remando contra o vento. Se fosse de acordo com a vontade deles, Jesus teria chegado antes. Mas há o tempo certo para todas as coisas e nada foge do seu propósito.

Ainda que não compreendamos tudo, há o tempo certo para a intervenção de Deus e nós precisamos confiar no grande amor do nosso Salvador Jesus Cristo, que se entregou na cruz para nos salvar dos nossos pecados, para nos dar a salvação, o perdão.

De acordo com 1João 4:18, o segredo para enfrentarmos o medo é confiarmos no amor do nosso Pai Celestial.

CONCLUSÃO: Havendo convidados, lhes diga para repetirem essa oração, se quiserem: “Pai de amor, muito obrigada por ter enviado seu filho para morrer na cruz pela minha vida, perdoa os meus pecados.  Eu te recebo, Senhor Jesus Cristo, como Senhor e meu salvador pessoal, escreve o meu nome no livro da vida. Eu te agradeço, no nome de Jesus. Amém.”

Conduza uma oração, abençoando a vida de cada pessoa para que vença seus medos, declarando a confiança no amor do Pai Celestial, que está atento ao nosso clamor.

Pra. Marina Ferreira